sextou (inicio do trisal 3ª parte)

Estudo em roxo parte 3
Zy e Uni ainda se falavam bastante no whatsapp, diziam
que estavam com saudades uma da outra então Zy marcou um
fim de semana la em casa. Perguntou se estava tudo bem,
eu disse que sim, que elas iam aproveitar bastante no
sábado, pois ficariam sozinhas em casa enquanto eu trabalharia.

Tudo marcado, os dias iam passando e a ansiedade delas
aumentando. Uni perguntou o que poderia levar de
‘brinquedos’. Zy queria ver tudo que ela tinha e ela
falou que ia fazer uma vela especial só pra derramar na
Zy.

Sexta chegou, muita coisa aconteceu até a noite e o
momento em que fomos pegar a Uni (tipo muita coisa mesmo,
até uma batida de carro, perseguição policial na nossa frente
e etc. mas isso não vem ao caso, enfim, vou pular a parte
“cotidiana”).

estudo 01

Finalmente em casa, fizemos a apresentação dos brinquedos. Ela disse
que escolheu e trouxe os melhores pra dor, mostrou o
flogger colorido que ela mesma tinha feito, um cane
também produzido por ela, a vela e a “Prycillah” (nome
carinhoso do pinto de borracha dela, de escrita muito
peculiar).

Mostramos nossa coleção de próteses também,
desde um de 13 ou 14cm que era o menorzinho e mais 5 que
iam crescendo até os maiores que a Zy usa pra me comer
de 34cm.

estudo 02

Ela pegou um dos pintos grandes e pelo tamanho,
grossura e peso dele ela apelidou de “Ofensa” porque
aquilo não era um pênis, era uma ofensa “deixando a
Prycillah ofendida”.

Depois das “apresentações” fui tomar meu banho enquanto
as duas ficaram conversando na sala. Depois do meu banho,
elas foram tomar banhos juntas, não sei se aprontaram lá,
mas foi demorado.

Depois do banho continuaram no quarto. Eu quase tinha
cochilado no sofá esperando as duas. Fui ver o que estava
acontecendo, escutei um barulho, fui pra janela do quarto
e ai deu pra ouvir beijos e um leve gemido, então pensei
“ok, tão se curtindo la dentro, vou pro sofá.”

Lembrei que deixei as luzes do quintal acesa, quando fui
desligar, a porta do quarto abriu e elas estavam la, como
se não tivesse ocorrido nada, como se eu não existisse.
Depois a Uni pegou a vela que tinha feito pra brincar com
a Zy enquanto eu ficava assistindo.

Ela acendeu a vela,deixou derretendo e começou
a derramar naquele bundão da Zy.

Quando derramava muita cera quente a Zy gemia e era
gostoso escutar. Depois tiramos a calcinha da Zy pra ela
poder derramar mais vela, sempre com cuidado, mas ao
mesmo tempo aos montes e ela gemia com o calor quando
fazia isso. Foi derramando bastante vela na bunda e nas
costas. Depois de acabar com a vela tiramos umas fotos
pra ficar de lembrança e ficou lindo aquele bundão cheio
de cera de vela.

estudo 03

(Uma foto em especial ficou muito linda: a bunda dela
formou um coração cheio de vela derretida.)


O que eu pude fazer esse dia foi apenas ajudar a tirar a
vela com a faca, depois a Uni foi dar banho na Zy pra
tirar o restante da vela enquanto eu só olhava.

estudo 04
Elas voltaram pra cama e começaram a se beijar e se
tocar, muitos beijos, mordidas, apertões nos seios,
chupões, gemidos e eu apenas olhando e acariciando os
seios dela. Então perguntei se poderia me masturbar
assistindo, mas Zy olhou bem seria e disse “-Não, isso
aqui não é pra você!”

Me recolhi ao meu cantinho totalmente insignificante.
(E a Uni bem que gostou do fora que levei enquanto ela
pegava minha mulher, com certeza deu mais gás a ela fazendo a Zy gozer em seus dedos).

Depois de tudo fomos dormir, pois já estava bem tarde e
eu ainda trabalharia no sábado. Uni ficou na rede ao lado
de nossa cama, foi difícil dormir, mas também já tava
tarde e muito cansado então consegui dormir finalmente.

Dia seguinte quando me levantei pra ir trabalhar a Uni
tomou meu lugar na cama pra continuar dormindo com a Zy e
só fui voltar fim da tarde. Ela contou que amou ver a Zy
gozando de quatro enquanto a masturbava com um rabbit
(vibrador rotativo completo, muito poderoso), que eu
precisava ter visto (com certeza elas passaram o dia
“brincando”).

Continua…

Sobre MM

Nick: MM e ZY Estado: CE Somos um casal de 30 e 22 anos Sou comerciante e professor de arte marcial e ela estudante de enfermagem Sou submisso e ela switcher vivemos o BDSM a 4 anos começamos com cinto de castidade e controle de orgasmos depois fomos avançando mais e mais. Praticas Favoritas: castidade masculina, provocação e negação, treinamento anal, fisting, cbt, velas, humilhação e umas tantas outras Limites: agulha, sangue, scat, e outras praticas extremas que possam causar dano permanente ou muito nojentas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s